Dicas de Manutenção

 

Já que os automóveis imobilizados também se estragam, não se esqueça de verificar os seguintes elementos quando passear o seu clássico: estado do motor, radiador, filtros, travões, bateria e todos os componentes eléctricos do carro. No exterior do automóvel deve verificar o estado das escovas limpa vidros e as luzes. Quanto aos pneus, deve verificar deformações na geometria dos pneus causadas pela imobilização do veículo e desgaste excessivo ou irregular e certificar-se têm a pressão adequada.

 
 

Travões

  Relativamente aos travões do seu automóvel, lembre-se que a maioria dos óleos de travões são corrosivos, pelo que a imobilização do automóvel durante períodos prolongados pode causar deteriorações das borrachas e bombitos dos travões.
   
 

Refrigeração

  Pelo menos uma vez por mês, verifique o nível do líquido de refrigeração. Um motor sem problemas não perde água, pelo que se verificar perdas constantes é recomendável inspeccionar o radiador e toda a tubagem. Por vezes as abraçadeiras podem causar cortes nos tubos.
   
 

Óleo do motor

  O óleo do motor é outro elemento determinante na manutenção do seu clássico, devendo optar por um óleo com um grau de viscosidade adequado às temperaturas – um óleo do tipo “multigrade” é adequado para responder à oscilação das temperaturas entre o Verão e o Inverno. No caso de mudar de óleo, aconselha-se que mude também o filtro.
   
 

Filtro do ar

  Nas estações de maior concentração de poeiras no ar, torna-se importante que verifique o filtro do ar, de forma a conseguir melhorar a performance do seu carro e reduzir o consumo, protegendo ainda o motor das impurezas exteriores.
   
 

Borrachas

  Uma vez que os elementos de borracha são sensíveis às variações da temperatura e ao envelhecimento, é importante que verifique o estado das correias.
   
 

Consumo de combustível

  Se estiver parado numa fila de trânsito, não caia na tentação de desligar o motor, julgando que está, assim, a poupar combustível. A verdade é que só depois de dois a três minutos de imobilização é que a queima de combustível de arranque é inferior à que seria consumida mantendo o automóvel a trabalhar ao ralenti. Há ainda o mito que o ponto-morto pouca combustível mas é preferível optar por uma mudança e deixar deslizar o carro, pela inércia.
   
 

Distância de travagem

  Se for ultrapassado por outro veículo, lembre-se que o estado mecânico da sua viatura poderá influenciar a distância de travagem, pelo que deve adequá-la de forma a prevenir acidentes.
   
 

Limpeza

  No que diz respeito à limpeza, aconselha-se que lave e encere o seu clássico, de forma a preservar o seu brilho original e prevenir o aparecimento de pontos de ferrugem. Os trabalhos de limpeza devem ser feitos à sombra e sem a carroçaria quente, para evitar manchas.
   
 

Luz solar

  Escolha lugares de estacionamento à sombra, pois a exposição directa ao sol pode danificar os componentes internos e externos do veículo. Se possível, deixe os vidros semi-abertos para permitir a circulação e ar e, mesmo que francamente inestético, utilize palas de sol. Deixe o motor arrefecer ao ralenti durante um a dois minutos antes de o desligar.
   
 

Kit de emergência

  Ter um kit de emergência pode revelar-se útil na eventualidade de acidente. Recomendamos: caixa de primeiros socorros, cabos de bateria, cabos de reboque, macaco, bomba de ar, um extintor de 2 kg e uma garrafa de 1,5l de água.
   

 

PARTILHAR